Voltar
                                                
Carlos Lucchesi
                                                           Tanto pra Dizer...
                                                                                                                                                                                            
           

                                                                               
                                                                                                                     
Quero te dizer que só o tempo passou,
E na verdade, eu jamais te esqueci.

Quero dizer que guardei todos os nossos momentos do passado,
E que de cada um dos nossos encontros,
Ficou comigo cada palavra;
Hoje presente em meu coração,
Que é nada sem você.

Guardo na lembrança todos os seus beijos.
Tinha tanto pra dizer,
E nem pude dizer adeus.

Devo confessar que é difícil conviver com sua ausência,
E que a melhor parte de mim,
Você levou quando se foi.

Procurei deixar de te amar,
Mas continuo tendo você dentro de mim.
Esqueci de mim mesmo de tanto tentar te esquecer.

Tanto te amei que te perdi.
Vivi a sua vida,
Troquei a minha pela sua,
Deixei a minha em qualquer lugar por onde passei,
Talvez largada no meio da rua.

E quando voltei pra procurar,
Já não estava mais lá.
Fiquei sem você e sem ela,
Pra continuar viver sozinho.
Tentei, de todas as formas,
Reencontrar de novo o meu caminho.

Difícil compreender como pude te amar tanto assim,
E explicar tudo que sinto.
Nas madrugadas frias pelas ruas,
Tenho vontade de gritar pra todo mundo,
Que você é parte e tudo na minha vida.

Maior que meu Amor,
Talvez só a vontade de te chamar pelo nome.

Tanto pra dizer...
E tentei dizer,
Que quero você junto de mim,
Até o brilho do sol das manhãs.

E quando vier a noite,
Relembrar todas as madrugadas,
Que passamos juntos nas trocas de carinho e palavras de Amor.

Um Amor sem distâncias, ou fronteiras;
Que não se pode medir por espaço de tempo,
Tudo passa, mas continua fúria da força do mar,
Chama que se recusa acabar;
Luz do sol intensa,
Que só abranda, quase apaga,
Com a luz maior da sua presença.


Vivo por Ela,
A melhor coisa que tive,
Amiga sincera,
Brincadeira séria,
Eterna namorada,
Verso e reverso;
Todos os lados da minha vida.

Mesmo que seja em outras,
Com esse mesmo Amor...

Pelo dia dos namorados: Junho de 2008